B O C A S  /  M O U T H S 

Poema do aviso final
Torquato Neto

(1944-1972)

É preciso que haja alguma coisa
alimentando o meu povo;
uma vontade
uma certeza
uma qualquer esperança.
É preciso que alguma coisa atraia a vida
ou tudo será posto de lado
e na procura da vida
a morte virá na frente
e abrirá caminhos.
É preciso que haja algum respeito,
ao menos um esboço
ou a dignidade humana se afirmará
a machadadas.

Last Call Poem

Torquato Neto

(1944-1972)

 

It's necessary that something happens

feeding my people;

a wish

a conviction

some kind of hope.

Its necessary something that attracts life

or everything will be put aside

and in search of life

death will come ahead

opening paths.

There needs to be some respect,

at least a sketch

or the human dignity will assert itself

with an axe.

Está descrição é quase um manifesto que tem como principal caminho um poema de Torquato Neto- Poema do aviso final que vem escrito atraz de cada obra.

O trabalho BOCAS / MOUTHS foi idealizado em um momento politico critico no Brazil, onde a artista nasceu e cresceu. Momento este de repressão, retrocesso e questionamentos sobre os seres humanos. Foi neste momento que a serie veio para mostrar e questionar os opressoes x os oprimidos.

Com o objetivo de trazer questionamentos e provocar um pouco os espectadores com reflexões internas ao entrarem em contato com a obra, a serie traz alguns pontos em comum, sendo uma cor unica e igual em todos os quadros que é o vermelho como simbolo de vida / morte, pois é a cor do sangue. A boca / o grito que vem como uma forma de manifesto do opressor, mas que soa quase como um pedido de socorro.

Sendo assim sobram os questionamentos sem mais explicações: Quem são os opressores / oprimidos? Porque são opressores / oprimidos?

 

 

L U T A 

            D I E R E I T O S 

                                     C E N S U R A 

R E S I S T E N C I A 

This description is almost a manifest that has as a main concept a poem by Torquato Neto - “Poem of the final warning” that comes written on the back of each work.

BOCAS / MOUTHS work was made on a critical political moment in Brazil, where the artist was born and raised. A moment of repression, retreat and questioning over human beings. It was at this moment that the series came out to show and question the oppressors and the oppressed.  

In order to bring questions and provoke spectators with internal reflections when they come into contact with the work, the series brings some points in common, being a unique and equal color in all pictures that is red as a symbol of life / death, because it’s the color of blood. The mouth / scream that comes as a form of the oppressor's manifest also sounds almost like a beg for help.

Thus, the questions remain without further explanation: Who are the oppressors / oppressed? Why are them oppressors / oppressed?